Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/875
Título: MANICÔMIOS JUDICIAIS: “O LUGAR DO ESQUECIMENTO”
Autor(es): Sousa, Laura Cristina Vilela de
Primeiro Orientador: Faria, Adriane Patrícia dos Santos
Palavras-chave: Manicômios;Hospital Prisão;Ressocialização;Dignidade Humana
Data do documento: 11-Mai-2022
Editor: Unilavras
Resumo: Constitui em um estudo sobre os manicômios judiciais no Brasil e seu histórico triste no decorrer dos anos. Objetivo: O presente trabalho tem como objetivo a análise dos Manicômios Judiciais no Brasil, demonstrando que a realidade de nossos hospitais de custódia é marcada por uma triste lógica de exclusão e de segregação social. Nesses locais, as intervenções não alcançam seus objetivos, e os presos/pacientes não recebem os devidos cuidados em saúde mental, o que impossibilita a completude do processo de reintegração social, sentenciando o indivíduo a uma trajetória de traumas, torturas e tratamentos desumanos. Metodologia: buscou-se, por meio de uma pesquisa bibliográfica, trazer à tona esse assunto esquecido pela sociedade, visando apontar a necessidade de uma melhoria nas condições de tratamento às quais essas pessoas são submetidas. Uma vez estabelecidos os pontos críticos e relevantes do assunto, foi realizada uma reflexão acerca do dilema existente entre a repressão e o cuidado humanizado. Conclusão: Após análises e reflexões, conclui-se que os manicômios judiciais no Brasil não cumprem com o seu objetivo de ressocializar, pelo contrário, devida as condições críticas enfrentadas por aqueles que vivem nesse ambiente, o lugar que deveria ser de acolhimento, tornou-se um lugar de solidão e sofrimento, vez que o Poder Público e a sociedade o colocou como um lugar esquecido.
abstract: The present paper aims to present a literature review of studies on the Judicial Asylums in Brazil, demonstrating that the reality of our custody hospitals is marked by a sad logic of exclusion and social segregation. In these places, the interventions do not reach their goals, and the prisoners/patients do not receive the proper mental health care, which difficults the completeness of the social reintegration process, sentencing these individuals to a trajectory of trauma, torture and dehumanizing treatment. Therefore, this study sought to highlight this issue forgotten by society, aiming to point out the need for improvement in the treatment conditions to which these people are submitted. Once the critical and relevant points of the subject were established, a reflection was made about the dilemma between repression and humanized care. With this, it is hoped to critically awaken society itself, so that together we can break paradigms, as well as break stigmas and common sense beliefs, factors that only condemn the inmates of these environments to oblivion.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/875
Aparece nas coleções:TCC-Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Laura Cristina Vilela de Sousa.pdf377.5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.