Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/663
Título: INTERVENÇÃO DA FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA EM PACIENTES COM ESCLEROSE LATERAL AMIOTRÓFICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA LAVRAS-MG 2021
Autor(es): Cruz, Isadora Aparecida
Primeiro Orientador: Silva, Grazielle Caroline da
Palavras-chave: Esclerose Lateral Amiotrófica;Doenças Neuromusculares;Sinais Clínicas da ELA;Fisioterapia Respiratória
Data do documento: 18-Jun-2021
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é uma doença degenerativa que afeta o corno anterior da medula, gerando a morte do neurônio motor de forma rápida e progressiva. A doença afeta atividades de vida diária, devido ao declínio funcional, tornando o paciente muito dependente. Com a evolução da doença, ocorre fraqueza dos músculos respiratórios, o que prejudica a ventilação e a proteção do sistema respiratório, sendo a principal causa da mortalidade nesta população. O tratamento da ELA requer uma equipe multiprofissional para evitar complicações respiratórias e melhorar a qualidade de vida. Objetivo: Verificar os tratamentos fisioterapêuticos disponíveis para ELA e determinar qual tipo de intervenção terapêutica é a mais benéfica para a melhora clínica e funcional destes indivíduos. Método: As bases de dados eletrônicas pesquisadas: Google acadêmico, LILACS, PEDro, PubMed e SciELO. Foram inclusos artigos durante os anos de 2010 a 2020, com os critérios de inclusão: texto na íntegra, população-alvo (adulto), intervenções (atuação fisioterapêutica), tipo de estudo (ensaios clínicos randomizados) e idioma (português, inglês e espanhol), que relacionavam o tratamento fisioterapêutico em indivíduos com diagnóstico clínico de ELA e que obtiveram nota igual, ou maior que 5, na escala PEDro (parâmetros que avaliam a qualidade dos estudos). Resultados: Foram encontrados 66 artigos e apenas quatro respeitavam todos os critérios. O total de 105 participantes foram analisados com média de idade 60,6 anos. As técnicas fisioterapêuticas encontradas foram: recrutamento do volume pulmonar (RVP), técnicas manuais e instrumentais de tosse, treinamento muscular inspiratório (TMI). Os beneficios encontrados foram: melhora da capacidade de tosse e eliminação de secreção, desobstrução das vias aéreas, melhora da função pulmonar, melhora na capacidade de esforços de tosse, produzindo pico de fluxo de tosse eficiente. No estudo onde a conduta foi treinamento muscular inspiratório (TMI), mostra que essa conduta melhora a resistência e a força em outras doenças neuromusculares. Não houve quadro de internações. Somente 1 estudo descreveu que 3 pacientes desenvolveram pneumonia e um evoluiu para óbito. Conclusão: A fisioterapia tem um papel importante no tratamento da ELA. Porém, existem poucos estudos clínicos para uma melhor comprovação das intervenções da fisioterapia respiratória com esses pacientes.
abstract: Amyotrophic Lateral Sclerosis (ALS) is a degenerative disease that affects the anterior horn of the spinal cord, causing rapid and progressive motor neuron death. The disease affects activities of daily living, due to functional decline, making the patient very dependent. The evolution of the disease occurs with weakness of the respiratory muscles, which impairs the protection and protection of the respiratory system, being the main cause of mortality in this population. The treatment of ALS requires a multidisciplinary team to prevent respiratory complications and improve quality of life. Objective: to verify the physiotherapeutic treatments available for ALS and determine which type of therapeutic intervention is the most beneficial for clinical and functional improvement of these individuals. Method: As electronic databases searched: Academic Google, LILACS, PEDro, PubMed and SciELO. Articles from 2010 to 2020 were included, with the inclusion criteria: full text, target population (adult), intervention (physiotherapeutic practice), type of study (randomized clinical trials) and language (Portuguese, English and Spanish), which related physical therapy treatment to, with a clinical diagnosis of ALS and who obtained a score equal to or greater than 5 on the PEDro scale (parameters that assess the quality of studies). Results: 66 articles were found and only four met all criteria. A total of 105 participants were trained with an average age of 60.6 years. The physical therapy techniques found were: lung volume recruitment (PVR), manual and instrumental cough techniques, inspiratory muscle training (IMT). The benefits found were: improved coughing ability and secretion clearance, airway clearance, improved lung function, improved ability to cough exertion, producing efficient cough flow peak. In the study where the conduct was inspiratory muscle training (IMT) it shows that this conduct improves strength in other neuromuscular diseases. There were no hospitalizations. Only 1 student study found that 3 patients developed pneumonia and one died. Conclusion: Physical therapy plays an important role in the treatment of ALS, but there are few clinical studies to better confirm respiratory physical therapy therapies with these patients. Keywords: Neuromuscular diseases; Amyotrophic lateral sclerosis; Respiratory physiotherapy.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/663
Aparece nas coleções:TCC-Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Isadora Cruz.pdf784.91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.