Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/425
Título: O USO DE AGROTÓXICOS E SUAS CONSEQUÊNCIAS À SAÚDE DOS TRABALHADORES
Autor(es): Assis, Nayara Izabella de
Primeiro Orientador: Pereira, Tamires Galvão Tavares
Palavras-chave: Doenças Ocupacionais;EPI's;Agronegócio;Prevenção de Acidentes
Data do documento: 23-Nov-2019
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores do setor de agronegócio mundial. No entanto, com o crescimento das monoculturas, a agricultura brasileira tem ficado cada vez mais dependente dos insumos químicos, os quais têm por finalidade aumentar a produtividade. Sendo assim, os agricultores têm usado cada vez mais agrotóxicos em suas lavouras, trazendo diversos problemas ambientais e para a saúde da população. Os casos de intoxicação e até morte causados por exposição a agrotóxicos vem aumentando gradativamente, enquanto que as medidas existentes para amenizar a exposição do trabalhador, na maioria dos casos não são utilizadas por falta de informação e treinamento. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi realizar uma análise do uso de agrotóxicos no setor agrícola brasileiro, tendo como foco os danos causados à saúde do trabalhador rural que está em contato direto com esses produtos. Além disso, também foi feito um levantamento das medidas preventivas cabíveis nesses casos, possibilitando, assim, uma visão sobre o cenário atual do agronegócio no país. Assim, com base em uma revisão bibliográfica, pode-se concluir que os agrotóxicos de fato apresentam riscos, e que estes podem ser minimizados com o uso racional e responsável. Finalmente, é importante ressaltar que o acompanhamento profissional e fiscalização adequada são fundamentais para a minimização dos riscos e ainda gerar resultados econômicos favoráveis para o setor agrícola brasileiro.
abstract: Brazil is one of the largest producers and exporters in the world agribusiness sector. However, with the growth of monocultures, Brazilian agriculture has become increasingly dependent on pesticides, aiming to increase productivity. Thus, farmers have been using more and more pesticides in their crops, bringing several environmental and health problems to the population. Cases of pesticide poisoning and even death have only increased, being observed that the existing measures to mitigate worker exposure in most cases are not used, due to lack of information and training. In this context the aim of this work was to analyze the use of pesticides in the Brazilian agricultural sector, focusing on the damage caused to the health of rural workers who are in direct contact with these products. In addition, we also reviewed the appropriate preventive measures in these cases, thus providing an insight into the current scenario of agribusiness in the country. Thus, based on a literature review, it can be concluded that pesticides do present risks, which can be minimized with rational and responsible use.Finally, it is important to emphasize that professional follow-up and proper supervision are imperative to minimize risks and still bring favorable economic results for the Brazilian agricultural sector.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/425
Aparece nas coleções:Especialização Segurança do Trabalho

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Nayara Izabella.pdf351.29 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.