Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/284
Título: EFEITO DA POZOLANICIDADE DE MATERIAIS LIGNOCELULÓSICOS SOBRE QUALIDADE DE FIBROCIMENTOS EXTRUDADOS
Autor(es): Silva, Mateus Alexandre da
Primeiro Orientador: Vilela, Alan Pereira
Palavras-chave: Propriedades físico-mecânicas;Cinza do bagaço de cana;Granulometrias.
Data do documento: 9-Mai-2019
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: Atualmente as cinzas se destacam dentre os resíduos dos processos agroindustriais, resultantes da geração de energia. Sabe-se que muitas dessas cinzas possuem reatividade pozolânica, podendo ser utilizadas como adição mineral em matrizes de cimento Portland, porém não há relatos sobre a influência das diferentes granulometrias dessas cinzas. A presente pesquisa teve como objetivo avaliar as propriedades físicas e mecânicas proporcionadas pela utilização de diferentes tipos de granulometrias da cinza do bagaço de cana (CBC) e da cinza de bambu (CBB) em substituição parcial do cimento Portland utilizado na produção de fibrocimento e determinar a granulometria ideal da cinza, para produção de fibrocimento extrudado. O estudo foi conduzido em parceria com a Unidade Experimental em Painéis de Madeira (UEPAM) no campus da Universidade Federal de Lavras (UFLA). O delineamento experimental foi composto por dois intervalos granulométricos das cinzas do bagaço de cana (CBC) e das cinzas do bambu (CBB) sendo estes entre 140 mesh e 200 mesh e abaixo de 200 mesh, em substituição ao cimento Portland CPV-ARI em 2%. Outros materiais foram utilizados na produção do fibrocimento como, cal agrícola, polpa celulósica, poliéster carboxílico (ADVA) e hidroxipropilmetilcelulose (HPMC) na proporção de 30%, 5%, 1%, 1% respectivamente. Os corpos de prova foram produzidos pelo processo de extrusão, durante 28 dias passaram pelo processo de cura e posteriormente foram realizados testes físicos e mecânicos. A adição de cinzas se mostrou benéfica aos tratamentos e de forma geral os tratamentos com adição de cinza não se diferenciaram estatisticamente do tratamento controle. O tratamento utilizando cinza do bagaço de cana com granulometria inferior a 200 mesh apresentou maior densidade aparente e se mostrou mais resistente, sendo necessário a aplicação de uma maior quantidade de energia para leva-lo a ruptura, sendo assim o melhor desempenho dentre os tratamentos. O tratamento utilizando cinza do bambu com granulometria inferior a 200 mesh apresentou maior índice percentual de porosidade, consequentemente, absorvendo maior quantidade de água, tornando sua aplicação menos vantajosa.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/284
Aparece nas coleções:TCC-Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Mateus Alexandre.pdf1.15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.