Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/208
Título: A OITIVA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE ABUSO SEXUAL À LUZ DO DEPOIMENTO SEM DANO
Autor(es): Paula, Ana Lúcia de Menezes Nascimento de
Primeiro Orientador: Faria, Adriane Patrícia Santos
Segundo Orientador : Siqueira, Ismael Pereira de
Palavras-chave: Abuso Sexual Infantil;Revitimização;Violência sexual;Oitiva de Crianças e adolescentes;Depoimento sem Dano
Data do documento: 2016
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: O abuso sexual sofrido por crianças e adolescentes é um fenômeno recorrente na sociedade. No Brasil, o ato do abuso é um delito punido por lei mediante a efetivação de processo penal, em que pequenas vítimas podem ser ouvidas. Contudo, como é para crianças e adolescentes, que sofrem tal ato, falar de algo tão complexo e possivelmente vergonhoso? Nesta pesquisa, em questão, se objetiva demonstrar a possibilidade de um diferenciado método de colheita do depoimento de crianças e adolescentes, caracterizado como Depoimento sem Dano. Mais especificamente, demonstrar os possíveis benefícios para as crianças e adolescentes inquiridas nessa modalidade. Para ser possível a realização deste estudo, foi feita uma pesquisa bibliográfica para abordagem do tema. Foram consultados livros, monografias, artigos, cartilhas, dissertações e acórdãos. Discutiu-se a oitiva de crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual à luz do Depoimento sem Dano e, os posicionamentos de áreas de saberes distintos como a psicologia e o serviço social. Conclui-se que o Depoimento sem Dano se apresenta como uma superação primeira do modelo tradicional vigente de oitiva e, que o mesmo é essencialmente superior, dada a preocupação num todo com a oitiva da criança e do adolescente. Esta modalidade de oitiva é benéfica para criança e adolescente por se caracterizar coerente a fase peculiar de desenvolvimento dos mesmos e pelo zelo aos direitos historicamente conquistados. Contudo, é expressa a necessidade de melhor articulação das interdisciplinaridades para que a oitiva e inquirição em “nome da verdade” não secundarizem os direitos fundamentais da criança e do adolescente ocasionando revitimização.
URI: http://localhost:8080/jspui/handle/123456789/208
Aparece nas coleções:TCC-Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Direito Ana.pdf1.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.