Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/715
Título: EFEITO DO USO EXCESSIVO DO SMARTPHONE NA FORÇA DE PREENSÃO PALMAR E POSSÍVEIS SINAIS DE LESÃO MUSCULOESQUELÉTICA NO PUNHO E NA MÃO
Autor(es): Monteiro, Maria Lúcia Araújo
Primeiro Orientador: Alves, Débora Almeida Galdino
Palavras-chave: Uso Excessivo de Smartphones;Força de Preensão Palmar;Ergonomia;Dor no Punho e Mão
Data do documento: 5-Nov-2021
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: Estudantes universitários possuem alto risco de dependência em smartphones sendo que esta alta dependência e a postura incorreta ao manusear o aparelho podem aumentar a chance de efeitos do uso excessivo dos smartphones no sistema musculoesquelético entre os usuários. Objetivo: Verificar o grau de dependência em smartphones entre estudantes universitários, relacionando esta dependência com a Força de Preensão Palmar (FPP) e possíveis sinais de lesão musculoesquelética no punho e na mão. Método: Foram avaliados 177 estudantes universitários de uma instituição de ensino superior, através do questionário SPAI- BR, que avalia o grau de dependência de smartphones. Os participantes foram separados em dois grupos de comparação: dependentes e não dependentes do smartphone. Para avaliação da força de preensão palmar (FPP) foi utilizado um dinamômetro hidráulico de mão e para avaliar os sintomas de desconforto e dor musculoesqueléticos foram utilizados a Escala Visual Analógica de Dor e os testes de Phalen e Finkelstein. Resultados: Não houve diferença significativa na FPP e na presença de dor entre os grupos com e sem dependência do smartphone. O tempo de uso diário foi maior para o grupo dos dependentes. A proporção de indivíduos que apresentam sintomas sugestivos de síndrome do túnel do carpo foi maior no grupo dos dependentes (48,3%) quando comparado com o dos não dependentes (25,4%) (p = 0,005). Observou-se também uma maior proporção de sintomas sugestivos de Tendinite de De Quervain para o grupo dependente (62,7%) quando comparado com o dos não dependentes (40,7%) (p = 0,009). Conclusão: A presença de sintomas indicativos de lesão musculoesquelética foi significativamente maior no grupo de jovens dependentes do uso de smartphones, porém sem diferença na FPP e na gravidade da dor.
abstract: College students have a high risk of dependence on smartphones, and this high dependence and incorrect posture when handling the device can increase the chance of effects of excessive use of smartphones on the musculoskeletal system among users.Objectives: To verify the degree of dependence on smartphones among college students, relating this dependence to the Hand Grip Strength (HGS) and possible signs of musculoskeletal injury in the wrist and hand. Method: A total of 177 college students from a higher education institution were evaluated using the SPAI-BR questionnaire, which assesses the degree of dependence on smartphones. Participants were separated into two groups for comparison: smartphone dependent and non-dependent. A hand hydraulic dynamometer was used to assess handgrip strength (HGS), and to assess musculoskeletal discomfort and pain symptoms, the Visual Analog Pain Scale and the Phalen and Finkelstein tests were used. Results: There was no significant difference in HGS and in the presence of pain between the groups with and without dependence on smartphone. The daily use time was longer for the group of dependents. The proportion of individuals with symptoms suggestive of carpal tunnel syndrome was higher in the dependent group (48.3%) when compared to the non- dependent group (25.4%) (p = 0.005). Greater proportion of symptoms suggestive of De Quervein's tendinitis for the dependent group (62.7%) when compared to the non- dependent group (40.7%) (p = 0.009). Conclusion: The presence of symptoms indicative of musculoskeletal injury was significantly higher in the group of young people dependent on the use of smartphones, but with no difference in HGS and pain severity.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/715
Aparece nas coleções:TCC-Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Maria Lúcia Aráujo.pdf717.58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.