Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/417
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorOliveira, Patrícia Eliane de Xisto-
dc.date.accessioned2019-12-20T18:10:42Z-
dc.date.available2019-12-20T18:10:42Z-
dc.date.issued2019-11-19-
dc.identifier.urihttp://localhost:80/jspui/handle/123456789/417-
dc.description.abstractIntrodução: O presente trabalho monográfico tem por finalidade apresentar a evolução e a aplicação da legislação de trânsito no país, em relação ao uso de bebidas alcoólicas, sendo o trabalho intitulado como: “O Estado de Embriaguez Sob a Ótica da Legislação Penal Brasileira”. Com isso, buscou-se inicialmente, traçar algumas breves considerações acerca do estado de embriaguez, tipificada no Decreto-Lei nº 2.848, de 07 de dezembro de 1940, nosso Código Penal, apresentando alguns conceitos doutrinários e definições correlatas. Foi possível perceber ainda, através do estudo do Código Civil Brasileiro, uma correlação existente na questão da pessoa que faz uso imoderado ou corrente de bebidas alcoólicas, os chamados ébrios habituais. Demonstraram-se ainda algumas das fases da embriaguez e como ela se classifica, visto ser esta classificação de suma importância para a detecção do estado de alcoolemia, que por sua vez, é um tema principal a ser abordado. Também, buscou-se apresentar como os diferentes ramos jurídicos pátrios vêm percebendo o estado de embriaguez. Objetivo: O presente trabalho se justifica devido ao fato de que a falta de sobriedade, ou seja, o vício pelo álcool e substâncias similares traz consequências não só à saúde do indivíduo, mas também lhe acarreta a suspensão, cassação, interdição, dentre outras ações legais e constitucionais previstas de direitos que são inerentes ao indivíduo enquanto ser social. Metodologia: A metodologia usada, fora as pesquisas doutrinarias, legislações, sites e o Código de trânsito brasileiro. Resultados: Após o estudo dessa monografia, fora observado que existe ainda falho na legislação que necessitam de edições para melhorar ainda mais sua eficácia. Conclusão: O trabalho apresentou as principais inovações trazidas pela chamada “Lei Seca”, os entraves e as discussões que vem sendo debatidos frequentemente pelos legisladores.en_US
dc.language.isopt_BRen_US
dc.publisherFundação Educacional de Lavrasen_US
dc.subjectActio Libera in Causaen_US
dc.subjectAlcoolemiaen_US
dc.subjectCódigo de Trânsito Brasileiroen_US
dc.subjectLei Secaen_US
dc.titleO ESTADO DE EMBRIAGUEZ SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO PENAL BRASILEIRAen_US
dc.typeMonographyen_US
dc.creator.advisor1Faria, Adriane Patrícia Santosen_US
dc.publisher.countryBrasilen_US
dc.publisher.departmentFundação Educacional de Lavrasen_US
dc.publisher.initialsUnilavrasen_US
Aparece nas coleções:TCC-Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Patrícia Eliane.pdf464.09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.