Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/338
Título: DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS
Autor(es): Moreira, Sara Calixto Alves
Primeiro Orientador: Ferreira, Ana Cláudia B. H
Palavras-chave: Transplante de Medula Óssea;Medula Óssea
Data do documento: 22-Out-2019
Editor: Fundação Educacional de Lavras
Resumo: Na medula-óssea são produzidas todas as células que compõe o sangue, sendo imprescindível para a sobrevivência do ser humano. O transplante de medula é uma terapêutica com bons resultados e grandes chances de sucesso no tratamento de diversas doenças, como no caso da leucemia. Para tanto, necessita-se de doadores compatíveis, o que se dá através de um cadastro nacional de pessoas com interesse em tornarem doares de medula óssea. O objetivo deste trabalho foi identificar o número de universitários que são cadastradas como doadores de medula óssea, e analisar os motivos que levam os mesmos a serem, ou não, possíveis doadores, além da análise de seus conhecimentos sobre a temática. Estudo com abordagem quantitativa e qualitativa. Participaram 186 universitários, escolhidos de forma aleatória, entre os meses de maio e abril de 2019. As variáveis analisadas foram idade, sexo, o conhecimento sobre medula óssea, ser ou não doador (cadastrado no Redome) e se seria um doador de medula óssea. Após a análise dos dados, foi possível verificar que a grande maioria dos participantes não é doador de medula óssea (95,16%), seja por falta de informação, conhecimento sobre o assunto, ou sobre o processo para a realização do cadastro. Conhecer os motivos que levam as pessoas a não se cadastrarem é um indicador primordial na mudança do cenário brasileiro, sendo o subsídio primário para a compreensão dos desafios e perspectivas que envolvem a realidade dos cadastros de doadores de medula óssea no Brasil.
abstract: Bone marrow produces all the cells that make up blood which is indispensable to the survival of a human being. A bone marrow transplant is a therapy with good results and a great chance of success in the treatment of various diseases, such as leukemia. Therefore, compatible donors are required, which are found through a national database of people interested in making bone marrow donations. This paper aims to identify the number of university students registered as bone marrow donors, and to analyze the reasons that lead to whether or not they are potential donors, in addition to analyzing their knowledge on the subject. This study presents a quantitative and qualitative approach. There were 186 participants (university students) chosen at random in April and May of 2019. The variables analyzed were age, gender, knowledge about bone marrow, whether or not a donor was in the database (Redome), and if they would be a bone marrow donor. After data analysis, it was verified that the vast majority of participants are not bone marrow donors (95.16%), either due to lack of information, knowledge about the subject, or the process for the registration. Knowing the reasons that lead people not to register is a prime factor in changing the outcome in Brazil, being the primary aid in understanding the challenges and perspectives surrounding the reality of bone marrow donor registrations in Brazil.
URI: http://localhost:80/jspui/handle/123456789/338
Aparece nas coleções:TCC-Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Sara Calixto.pdf874.39 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.